O que é uma dieta low carb?

Uma dieta baixa em carboidratos é aquela que restringe os carboidratos, como os encontrados em alimentos açucarados, massas e pão. É rica em fontes de proteínas, gorduras boas e vegetais saudáveis.

Suas escolhas alimentares dependem de algumas coisas, incluindo quão saudável você é, quanto se exercita e quanto peso tem que perder. Qualquer dieta com até 150 gramas de carboidratos por dia pode ser considerada low carb.

O que posso comer e o que devo evitar?

Em uma dieta low carb você come: carne de boi, porco, frango, peixe, frutos do mar, ovos, vísceras, ossos, vegetais, raízes, frutas, oleaginosas, sementes, laticínios, gorduras boas, óleos saudáveis, cogumelos.

Enquanto isso você evita: açúcar, trigo, óleos hidrogenados ou parcialmente hidrogenados, óleos de sementes como canola, milho, algodão, gorduras trans, alimentos altamente processados, grãos refinados como trigo, cevada e centeio, leguminosas, além de pães, cereais e massas.

Concentrar-se em alimentos reais tornará sua dieta mil vezes melhor do que a dieta ocidental padrão.

O que é uma dieta cetogênica?

Os benefícios da dieta cetogênica foram descobertos inicialmente por médicos que buscavam uma alternativa para o tratamento da epilepsia, daí o motivo de muitas pessoas seguirem por engano a "versão terapêutica", que é mais rica em gordura e moderada em proteínas.

Em muitos aspectos a dieta cetogênica é semelhante à dieta low carb, mas para a finalidade de emagrecimento idealmente é rica em proteína, moderada gordura e baixa em carboidratos.

Sim, você leu certo, não é uma dieta rica em gordura e moderada em proteína! Esse equívoco comum levou diversas pessoas a consumirem muita gordura às custas de uma baixa ingestão de proteína na dieta. 

A dieta cetogênica limita os carboidratos a 20 a 50 gramas por dia. Embora isso possa parecer desafiador, muitos alimentos nutritivos podem se encaixar facilmente nessa forma de alimentação.

Preciso estar em cetose para emagrecer?

Não. É possível perder gordura mesmo sem estar cetose.

Portanto, não há necessidade de medir suas cetonas várias vezes ao dia e tentar aumentá-las o máximo possível.

A curto prazo, você pode ser capaz de aumentar as cetonas com mais gordura em sua dieta, mas isso provavelmente levará a problemas metabólicos ou até mesmo a ganho de peso no futuro.

Se sua ingestão de gordura for maior do que o necessário, você estará muito menos propenso a explorar suas próprias reservas de energia.

O que posso comer e o que devo evitar?

Em uma dieta cetogênica você come: carne de boi, porco, frango, peixe, frutos do mar, ovos, vísceras, ossos, vegetais, raízes, frutas, oleaginosas, sementes, laticínios, gorduras boas (manteiga, manteiga ghee, sebo, banha) e  óleos saudáveis (azeite, óleo de coco), cogumelos.

Enquanto procura evitar os mesmos alimentos que relacionei acima ao falar de low carb.

Exemplo de vegetais baixos em carboidratos

Aqui está uma relação de alguns vegetais com baixo teor de carboidratos para incluir em sua dieta: 

  • pimentões, brócolis, aspargos, jiló, chuchu, palmito, radicchio, cogumelos, abobrinha, espinafre, couve flor, alface, acelga, rúcula, mostarda, alho, couve, pepinos, couve de bruxelas, aipo, rabanetes, cebola, berinjela, repolho, alcachofra, quiabo, endívia etc.

Esses vegetais pobres em carboidratos e calorias podem ser incluídos como acompanhamento de seus pratos caso você faça opção por uma dieta low carb ou cetogênica. 

Vegetais em conserva ou fermentados, de picles de pepino a chucrute de repolho ou kimchi, podem ser outra opção de baixo teor de carboidratos para variar a ingestão de vegetais. 

Exemplos de frutas de baixo carboidrato

Assim como os vegetais, as frutas não são necessárias para vivermos e sermos saudáveis, no entanto, isso não significa que não possam ser consumidas.

Aqui estão algumas das frutas com menos carboidratos:

  • morangos, pitanga, goiaba, limão, amoras, kiwi, abacate, melancia, melão, laranja, coco seco, pêssegos, mirtilo, acerola, açaí puro,caju, figo, framboesa,cereja, maracujá, tomate.

O que você precisa saber é que o tamanho da porção faz toda a diferença. Ou seja, importa mais a quantidade das porções de qualquer fruta do uma classificação de frutas que são "permitidas" ou "proibidas". 

E as raízes e tubérculos? E os cogumelos?

A batata inglesa, o rabanete e a batata baroa, também conhecida como mandioquinha são alguns exemplos de tubérculos. Já a batata doce, a cenoura, a beterraba, o aipim e o inhame, apesar de semelhantes aos tubérculos, pertencem ao grupo das raízes.  

As raízes e tubérculos contém mais carboidratos do que vegetais de baixo amido, mas a inclusão deles vai depender da quantidade de carboidratos que você estiver comendo na sua alimentação e também do tamanho da porção.

Com relação aos cogumelos, todos os tipos são permitidos: shitake, shimeji, portobello, paris etc.

O que é uma carnívora?

A dieta carnívora é uma dieta que inclui apenas carnes (de todos os animais criados para tanto) e outros alimentos de origem animal, como ovos e laticínios.

Exclui todos os outros alimentos como frutas, vegetais, legumes, grãos, nozes e sementes.

O que posso comer e o que devo evitar?

A dieta carnívora se baseia numa premissa muito simples: Coma carnes. Beba água. Repita.

Seguir a dieta envolve eliminar todos os alimentos vegetais de sua dieta e comer exclusivamente carnes de boi, porco, frango, peixe etc, ovos, laticínios, vísceras, gordura de origem animal (como manteiga, banha e sebo) e ossos. 

A dieta carnívora também incentiva a ingestão de água e caldo de ossos, mas desestimula o consumo de chá, café e outras bebidas feitas de plantas.

Especificamente, alguém que segue a dieta carnívora pode comer:

  • Carne: bovina, frango, peru, carnes de órgãos, cordeiro, porco, etc.
  • Peixes e frutos do mar: salmão, cavala, sardinha, caranguejo, lagosta, tilápia, arenque, etc.
  • Outros produtos de origem animal: ovos, banha, medula óssea, caldo de ossos, etc.
  • Laticínios: creme de leite, queijo, manteiga, etc.

Já alimentos que não vêm de animais são completamente excluídos, incluindo vegetais, frutas, legumes, oleaginosas, sementes, grãos. 

E as carnes processadas? Podem ser consumidas em low carb, cetogênica e carnívora?

Embora carnes processadas não sejam a base dessas dietas, não precisam ser totalmente excluídas, especialmente se você puder encontrar opções artesanais e com poucos ingredientes.

Qual dieta escolher?

Escolha de acordo com a sua preferência pessoal ou indicação para tanto. A regra geral de todas elas é: comer comida de verdade, ou seja, natural, sem aditivos químicos e não industrializada!

Enquanto algumas pessoas se dão melhor com dietas que incluem bichos e plantas, outras como eu preferem uma abordagem que contemple apenas os alimentos de origem animal e derivados de origem animal.

Ouça o seu corpo para aprender a identificar o que funciona melhor para o seu caso específico e lembre-se da importância de “dar tempo ao tempo” e seguir um plano alimentar por algumas semanas antes de afirmar que “está dando certo” ou não está.

Sobre os alimentos listados

Por favor considere essas informações como uma orientação geral, não algo escrito em pedra. O principal é que você na maior parte do tempo evite especialmente os carboidratos refinados e os óleos vegetais, consumindo alimentos reais de acordo com a sua tolerância e objetivo pessoal.