Introdução

Você acha que manter uma rotina de sono e alimentação é dispensável? Na correria do dia a dia você nem imagina isso acontecendo? Ter um bom café da manhã, almoçar ao meio-dia e jantar cedo é inimaginável? 

Então você precisa conhecer a importância de respeitar o ritmo circadiano.

Para quem ainda não conhece o termo, ritmo circadiano é o nosso relógio interno. É ele quem nos indica quando é o melhor horário para comer, dormir, trabalhar e estudar. Tudo isso em ciclos de 24 horas, de acordo com a luz do dia e o escuro da noite. (*)

Mas sabe o que acaba acontecendo com grande parte das pessoas? Elas terminam por não respeitar o ritmo circadiano. Seja por não terem conhecimento suficiente sobre a importância do mesmo ou por acharem desnecessário.

Você é uma dessas pessoas? Se sim, estou aqui para te contar que respeitar o seu relógio interno é mais importante do que você imagina. Fazer isso te ajuda a dormir melhor e favorece o bom funcionamento do seu organismo. Inclusive, te ajuda a emagrecer, sabia? Continue lendo para entender mais.

Respeitar o ritmo circadiano é essencial para um sono de qualidade

Agora, me diz: você sabe em que consiste um sono de qualidade? É um sono verdadeiramente reparador, que vai auxiliar o organismo em diversas funções importantes, como a destoxificação e a recuperação tecidual.

Além das duas funções citadas no parágrafo anterior, um relógio circadiano funcionando direitinho é capaz de fazer mais. Ele trabalha no rejuvenescimento do organismo, na sua restauração (para que o corpo esteja preparado para o dia seguinte) e no emagrecimento.

Mas se engana quem pensa que o processo de respeitar o relógio interno é somente ter horários de acordar e dormir. O nosso corpo indica quais são os melhores horários para se alimentar, se exercitar, trabalhar e se expor à luz.

Quanto mais conseguimos ajustar a nossa rotina de acordo com o ritmo circadiano, maiores são as chances de um sono de qualidade. Caso contrário, os efeitos desagradáveis da cronodisrupção podem acontecer.

A cronodisrupção e os seus malefícios para o sono

A cronodisrupção ou o ato de tirar o relógio interno do ritmo pode trazer diversos danos ao sono. Conforme o momento de descanso é perturbado, ele não é capaz de cumprir com todas as funções benéficas citadas anteriormente. O resultado você já pode imaginar, não é?

Acordar sem energia, de mau humor e ainda tendo que cumprir com todas as suas obrigações. Ou pior: procurando meios de fugir delas. E sabe o que mais chama a atenção quando falamos em cronodisrupção? Nós fazemos coisas que geram esse incômodo todos os dias. Muitas vezes, inconscientemente.

Com pequenas atitudes, vamos atrapalhando o nosso momento de descanso. A curto prazo, o resultado é um organismo mais cansado e sem energia. Mas bastam alguns ajustes para que logo o corpo e a mente se recuperem.

A longo prazo, é bem provável que tenhamos que lidar com resultados maiores e mais desagradáveis. Entre eles, se encontram um ganho de peso aparentemente sem razão, distúrbios da mente, problemas metabólicos e muito mais. (*)

Atitudes que podem levar à cronodisrupção

A cronodisrupção ou os distúrbios do ciclo circadiano podem acontecer pelos mais diversos motivos. Para que esses motivos fiquem bem claros para você (a fim de que possa evitá-los), segue uma lista:

• Trabalhar em horários não usuais (como turnos noturnos ou alternados);

• Jet lag: as trocas de fuso horário são bastante prejudiciais ao ritmo circadiano. Por menores que sejam, já atrapalham bem;

• Exposição prolongada à luz: iluminação artificial, TVs, smartphones, computadores, tablets e afins são aliados nesse pecado contra o relógio interno.

• Ao nos expor a luz artificial por longos períodos (principalmente à noite), a produção de melatonina (hormônio do sono) é prejudicada;

• O jet lag metabólico acontece quando, mesmo sem viajar, você troca a rotina do sono constantemente. 

• Quer um exemplo prático? Em dias úteis, a pessoa acorda às 6h todos os dias e tenta dormir às 22 ou 23h? Mas, aos fins de semana, chuta o balde e acorda ao meio-dia e vai dormir às 2 ou 3h da manhã. Esse é o jet lag metabólico.

• Comer ou petiscar até tarde da noite (ou de madrugada). Fazendo isso, o horário de descanso do ciclo circadiano entra em conflito com a digestão. Com isso, as funções essenciais do sono são prejudicadas.

Dormir mal pode fazer com que você engorde

Isso mesmo! Quando o sono não consegue cumprir com as suas funções de reparar, recuperar e rejuvenescer o organismo, os resultados não são nada animadores. Para início de conversa, é bem provável que você comece a ter um ganho de peso que parece ser inexplicado.

Você se alimenta bem, se exercita e ainda assim, vem ganhando peso. Ou demora muito mais do que indivíduos que dormem bem para conseguir perder um mísero quilo. Isso acontece por conta de um sono sem qualidade e suas implicações, que são consequência de não respeitar o ritmo circadiano.

Cabe destacar que engordar não é a única consequência de um sono ruim, tá? A longo prazo, é bem provável que sejam desenvolvidos problemas diversos de saúde (*), problemas intestinais, baixa imunidade etc. Isso sem contar os distúrbios emocionais como ansiedade, bipolaridade e depressão (*).

Respeitar o seu ritmo circadiano e dormir bem te ajuda a emagrecer

Muitos pesquisadores já dizem que emagrecimento não é só sobre o que e quanto se come, mas quando se come (*). Isso mesmo! Aliada a uma alimentação de qualidade, deve estar uma rotina que esteja de acordo com o seu relógio interno. E isso inclui se alimentar, se exercitar e dormir em horários adequados.

Dessa maneira, evitamos que o organismo se sobrecarregue tendo que realizar tarefas fora de hora (como a digestão na hora de dormir, por exemplo). E então, o corpo trabalha como em um passe de mágica: com as funções certas nas horas certas.

E os resultados disso? Para começar, um organismo muito mais saudável e disposto mental e fisicamente. Além disso, vem o tão sonhado emagrecimento. Junto com uma digestão mais saudável, um metabolismo mais acelerado e um sistema imune ainda mais forte (*).

Conclusão

Nesse texto você percebeu a importância de respeitar o ritmo circadiano e manter uma boa rotina de sono. E que isso é importantíssimo para um emagrecimento de qualidade. Que tal aproveitar o que aprendeu aqui para começar a colocar em prática hoje mesmo?

Se você gosta da abordagem de ajuste do ritmo circadiano, aproveite para colocar o seu nome na minha lista de espera para receber um atendimento individualizado e que contemple também a crononutrição.

No items found.
Ritmo circadiano:  o que é e por que você deve aprender mais sobre isso?
relacionado

Ritmo circadiano: o que é e por que você deve aprender mais sobre isso?

A cronodisrupção acontece quando existem interrupções no ritmo circadiano. Veja como evitar.

Acessar artigo
No items found.